Cachoeira da Ostra e Pedra Furada – Brumadinho MG

INTRODUÇÃO

Olá turma, mais uma matéria para todos conhecerem ou recordar para quem já foi nesta maravilhosa caminhada até a Cachoeira da Ostra e Pedra Furada localizada no distrito de Casa Branca, e pertence a Brumadinho. A matéria foi redigida super rápida devido a falta de tempo mas esperamos transmitir o que sentimos ao realizar esta caminhada.

ACESSO

O acesso é super simples, saindo de Belo Horizonte siga pela BR 040 sentido RJ até o Posto Chefão, entre na placa indicativa para Casa Branca a direita, siga até a Rua 1 e logo após pegue a avenida Montreal até a entrada de Casa Branca.

#COMO CHEGAR? Linha de ônibus: 3932 de BH até Casa Branca. Em BH peque a condução na Rua Guarani (Centro) até a Praça Central de Casa Branca.

#DIFICULDADE: Fácil para praticantes e médio a iniciantes.

#DISTÂNCIA TOTAL: 8km saindo da praça de casa branca.
A trilha é bem demarcada porém sem sinalização de placas e há alguns pontos de água.

RECOMENDAÇÃO

É necessário GPS? Depende, se você não está acostumado a fazer este tipo de atividade é aconselhável, caso contrário é super tranquilo por Casa Branca.

Estacionamos os veículos na praça onde contém restaurantes, barzinho, pousadas e etc e a partir dali começamos nossa caminhada pegando a primeira rua a esquerda. Seguindo pela rua Alameda Canela de Ema onde termina em um condomínio fechado, viramos a primeira esquerda e seguimos em frente até a chegada da estrada de chão, passando em frente o Bar Sol e Lua e uma oficina de veículos.

O clima estava agradável com sol e algumas nuvens, fomos conversando e apreciando as paisagens e avistando o grande morro que iriamos subir logo lá na frente.

#ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO:

01

CAMINHO

Após passar pela parte plana da trilha, continuamos a seguir a demarcação que foi se encurtando cada vez mais, foi onde iniciamos a subida através da mata aberta. Inicialmente uma subida tranquila e um pouco irregular. Após alguns minutos a trilha passou a ser ainda mais irregular com cascalho, pedras e muitas vezes tivemos que estender a “mão amiga”, pois uma qualidade de nossas caminhadas é o companheirismo entre todos!

MIRANTE

topotopo2 topo3

Chegamos ao topo, metade do percurso onde fizemos uma parada para apreciar a paisagem, registrar momentos tirando fotos, tomar água, e descansar cerca de 5 minutos. Em seguida continuamos nossa caminhada com uma descida um pouco leve até a chegada do famoso “paredão” onde é uma descida muito puxada onde tem que tomar bastante cuidado ao descer, pois qualquer deslize pode ocasionar um acidente pessoal.

O TEMIDO PAREDÃO

p1
p2 p3 p4 p5

A descida no paredão foi bem cuidadosa pois é muito ingrime com irregularidades onde nos auxiliava na descida e algumas partes lisas onde dificultava. Algumas partes tivemos que descer sentados até mesmo por nossa segurança, tínhamos uma corda na mochila caso alguém precisasse de algum auxílio mas conseguimos descer devagar, havia um pouco de água corrente entre o paredão proporcionando ainda mais uma vista agradável de suas belezas naturais.

a1
a2 a3 r a5

CACHOEIRA PEDRA FURADA

Somos Brasileiros e não desistimos nunca! Após passar pelo paredão andamos cerca de 5 minutos até a chegada na Cachoeira Pedra Furada. Fizemos um lanche inicialmente e depois tiramos algumas fotos e entramos na água para curtir o local. Também tivemos música de cavaquinho onde foi um momento muito agradável que o Jonathan Batista nos proporcionou e toda turma entrou na cantoria!

b1
b2 b3 b5 b6

CACHOEIRA DA OSTRA

Havia um poço acima da Cachoeira Pedra Furada, e como a aventura não podia parar, continuamos o caminho passando por trás do poço seguindo até a outra cachoeira logo atrás, a Cachoeira da Ostra, mas o acesso que optamos foi pela mata e rochas, a dificuldade ao passar entre as rochas foi grande e com perigo de escorregar por se tratar de pedras lisas. Chegamos na Cachoeira da Ostra, que por vista é muito bonita quanto a primeira e ficamos por ali cerca de 15 minutos. A profundidade próximo a queda é de aproximadamente 2 metros de meio a 3 metros onde tive o privilégio de realizar um salto em segurança, uma sensação ótima com a água praticamente cristalina onde se enxergava os pés dentro d’água.

RETORNO DA CACHOEIRA

Para voltar não tivemos tanta dificuldade para subir o paredão como na descida mas tivemos que ter bastante cautela. Fizemos algumas paradas no meio da trilha pois estávamos um pouco cansados devido ao nível de dificuldade apresentado durante todo o percurso, e dizemos sempre que a descida normalmente é mais árdua do que a subida onde o peso do seu corpo está sobre seu joelho onde força bastante! Saímos por volta de 14h da cachoeira com destino a casa branca, demoramos cerca de 1 hora até a chegada da praça central do distrito de Casa Branca e paramos em um restaurante e almoçamos e em seguida retornamos a Belo Horizonte.

CONCLUSÃO

Foi uma excelente caminhada a nível moderado para praticantes desta modalidade e um pouco difícil para iniciantes mas recomendo a todos a fazerem este percurso!

BÔNUS – A CACHOEIRA ESCONDIDA

Quase ninguém tem conhecimento desta cachoeira perto da pedra furada e ostra, este vídeo é do canal Fugindo da Cidade, clique aqui e INSCREVA-SE e clique no sininho para receber notificação de novos vídeos!

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO!
Não se esqueça de dar um like no vídeo, se inscrever e deixar seu comentário!

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Em caso de dúvidas de como chegar, entre em contato conosco através dos canais abaixo que teremos o prazer de orientá-lo(a)!

Keepsporting: Clique aqui
Facebook: Clique aqui
Instagram: Clique aqui
WhatsApp: (31) 99255-1703

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s